Brasília, 19 de Julho de 2018

    Cobrança ASBRAPP
    Postos de Identificação
    Anjos da Identificação
     
    O Instituto de Identificação da Polícia Civil do Distrito Federal realizou no início do mês ação de expedição de carteiras de identidade a moradores do abrigo Vila Pequeno Jesus, localizado no Lago Sul.
    Uma equipe composta por cinco peritos papiloscopistas, coordenados pelo diretor da Divisão de Identificação Biométrica, Louralber Gomes da Silva, se dirigiu ao abrigo, após ser solicitada pela direção da instituição, e identificou uma parte dos moradores não possuíam carteiras de identidade, bem como qualquer outro documento de identificação.
    Os peritos então iniciaram o trabalho de expedição dos documentos e ao final, aproximadamente dezoito pessoas tiveram o documento expedido.
     
    De acordo com o perito Agnaldo Soares Rodrigues, um dos responsáveis pela expedição dos documentos, a solicitação da direção do abrigo se deu devido muitos moradores perderam contato com familiares ou ainda, tiveram dificuldades em providenciar documentação necessária e assim, não possuir qualquer documento de identificação. “Muitas dessas pessoas, possuem comprometimentos neurológicos graves e alguns, ainda perderam os movimentos físicos. A partir da expedição da sua identidade que é o documento principal de todo cidadão, esses podem receber os benefícios do serviço social e assim, custear suas despesas junto a instituição, entre os quais medicamentos e alimentação”, disse.
    Em outra ocasião, lembra o perito, quando estiveram no abrigo com o mesmo propósito, se depararam com uma criança portadora do Zika Vírus e a família não tinha recursos, bem como, não possuía qualquer documento de identificação”, relatou.
    O próximo passo, segundo Agnaldo, é aguardar pelo Centro de Referência de Assistência Social – CRAS, para que o abrigo consiga a isenção da taxa referente a expedição da segunda via do documento de alguns dos moradores. Após isso, as carteiras de identidade serão entregues aos seus interessados. Participaram da ação os peritos papiloscopistas Agnaldo Soares Rodrigues, Fabrício Braga, Rosalvo Soares, Diego Bitencourt e Francisco Porfírio, ambos coordenados pelo diretor da DIB, Lorauber Gomes da Silva.
     
    Ainda, a equipe é responsável pelo atendimento nas UTI’s dos hospitais públicos ou privados, para proceder a identificação de pacientes que não conseguem recordar nem mesmo o seu nome, os dos pais ou filhos, tampouco o seu endereço. Isso sem contar os pacientes crónicos, em estado terminal e ainda aqueles que já faleceram e não tem quem os reclamem naquele momento.
    Também atendem nas residências, portadores de autismo, síndrome de down e portadores de necessidades especiais, que possuem dificuldade de locomoção até um posto de atendimento.
    Para finalizar, Agnaldo cita uma passagem bíblica do livro de Jó 37.7, que sintetiza bem o trabalho realizado pelos peritos do Instituto de Identificação da Policia Civil. “Ele selou a mão de todos os homens para que conhecessem a sua obra”. 
    Do abrigo 
    A Vila Pequeno Jesus é uma instituição filantrópica sem fins lucrativos, fundada em 2009 e que atende aproximadamente 45 crianças e adultos com comprometimento físico e neurológico. Está situada na SHIS QI 26, Chácara 27, Lago Sul, Telefone: (61) 3526-0506.
    De acordo com o Jorge Eduardo, gerente geral do abrigo, todos os moradores são completamente dependentes, o que obriga a instituição ter uma grande estrutura de cuidadores e insumos que chegam a números exorbitantes. Há um alto gasto por mês para poder manter o abrigo e os funcionários são responsáveis pelas mais diversas tarefas dentro da casa, sendo em número maior do que a de internos. “Temos mais funcionários do que moradores”, compara. Esse número maior é para que todos possam receber atenção. 
    Com isso, o abrigo necessita de doações. Os pedidos são simples: gêneros alimentícios, roupas, material de limpeza, gêneros de primeira necessidade, entre outros. Toda doação é bem-vinda, sendo grande valia para o abrigo. A maior carência é que todos os moradores são necessitados de um lar, de família, de amigos e da solidariedade.
    Fonte - Agência Satélite

    Área do Associado

    Restrito ao Perito Papiloscopista

    Perguntar não ofende

    Boa tarde senhor Augusto Frederico, A nomenclatura PAPILOSCOPOSTAS, PERITO PAPILOSCOPOSTA OU PAPILOACOPISTA POLICIAL varia de Estado para Estado, ou seja, cada unidade da Federação possui sua legislação. Ascom/ASBRAPP

    Ascom
    Image

    SIG - Quadra 01 lotes 495, 505 e 515 Salas 05, 06 e 07 - Edifício Barão do Rio Branco
    Brasília - DF

    (61) 3242-9522 / (61) 3244-6676/
    (61) 99989-6380

    asbrapp@asbrapp.org.br

    Site 7 Dias

    -